terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Disputa. Gorete Pereira enfrenta Roberto Pessoa para o comando do PR

A disputa pela presidência do PR no Ceará promete ser acirrada. Prevista para o mês de fevereiro, a eleição que parecia tranquila em torno do nome do vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, foi implodida pela deputada federal Gorete Pereira. Nas palavras da deputada: "Não tem nada do Roberto assumir nada”.

A crise se instalou após a saída do ex-governador Lúcio Alcântara do comando da sigla, garantindo que a sua sucessão estava resolvida com a anuência da direção nacional. "Ele (Roberto Pessoa) vai assumir em fevereiro a presidência estadual. É consensual", disse Lúcio.

Segundo a deputada Gorete, Roberto Pessoa foi à Brasília para conversar e o partido que o avisou que não faria nada sem passar por ela. Roberto Pessoa é padrinho político de Gorete e, agora, vê a possibilidade de ser atropela pela sua criação.

A crise interna no PR iniciou na semana passada com o anuncio da saída do deputado estadual Capitão Wagner, que deve se filiar ao Pros.

Julgamento. Camilo diz acreditar na inocência de Lula

O governador Camilo Santana (PT), usou as redes sociais para declarar seu posicionamento sobre o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na sede do Tribunal Regional Federal do Rio Grande do Sul (TRF-4), nesta quarta-feira (24). Em publicação nessa terça-feira (23), Camilo disse que conhece a história de Lula e que acredita na sua inocência.

Veja a publicação:




Cultura. Aurora se destaca em produção cinematográfica

Longe dos desgastes políticos, o município de Aurora parece decidido a pautar positivamente sua imagem. Ainda, neste mês de janeiro, o Cariri conhecerá a mais recente produção do cineasta aurorense, Lamarck Dias. O longa metragem “Os Olhos de Alice”, será exibido em Aurora, Juazeiro do Norte e Brejo Santo.

O filme, gravado em Aurora, teve o apoio do Sesc, UFCA e Centro Cultural do BNB e foi relacionado para a programação da “14ª Mostra 21 de Cinema 2018”. No Cariri as exibições começam por Juazeiro, dia 24, no teatro do Sesc. No dia 25 é a vez de Aurora no Casarão da Cultura e no dia 26 a exibição será em Brejo Santo no Cine Teatro.

Decreto. Camilo corta recursos para o carnaval

Medida prática mesmo é a que o governador Camilo Santana tomou nesse mês de janeiro. Em Decreto, publicado no Diário Oficial do dia 19, o governador vetou qualquer patrocínio de órgãos estaduais para as festas de Carnaval que acontecerão em 2018. É o quarto ano seguido que a medida é tomada.

Crise econômica e estiagem continuam motivando as justificativas. Para o Governo a prioridade em momentos de crise é direcionar os recursos aos gastos públicos que se destinam aos atendimentos emergenciais dos municípios. Apesar da dureza do Decreto, fica a brecha para a gastança.

A medida não se aplica às atividades no âmbito do “Sistema Estadual de Cultura”, cujo edital para 2018 soma mais de R$ 1 milhão. Nada de mais, são apenas alguns poços profundos evaporados no suor da folia.

Ceará. Plano de desenvolvimento para as regiões metropolitanas

O Governo do Estado vai puxar o debate sobre o desenvolvimento das regiões metropolitanas do Ceará. Ao todo são 46 municípios divididos em três regiões alcançadas. Fortaleza, Sobral e Cariri deverão formar grupos para elaborar o planejamento, com a ideia de orientar o desenvolvimento urbano dos municípios.

O estudo deve ficar pronto até 2021 para obedecer a exigência prevista no Estatuto da Metrópole (Lei Federal nº 13.089/2015), que tem como objetivo instituir um modelo de governança metropolitano. Para a ação é preciso o envolvimento dos poderes executivos do Estado e dos Municípios; claro, com a participação da sociedade civil organizada.

Trocando em miúdos, é uma obediência ao sistema burocrático da lei que, Dificilmente, terá medida prática.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018


Juazeiro do Norte. Justiça Federal condena oito por fraudes

Quase cinco após denúncia formalizada pelo Ministério Público Federal (MPF), o juiz da 16ª Vara da Justiça Federal de Juazeiro do Norte, Fabrício de Lima Borges, condenou oito pessoas envolvidas em fraudes em licitação, formação de quadrilha, falsidade ideológica e peculato.

Na denúncia, feita em 2013, o procurador da República, Celso Costa Lima Verde, identificou, além de fraude na licitação, irregularidades na execução de contratos referentes a obras em escolas públicas do município. Ao todo, o MPF denunciou o envolvimento de 13 pessoas por manipular o caráter competitivo do processo de licitação, atuando como cartel para favorecer uma das empresas.

Foram condenados a penas de reclusão e detenção os servidores Rafael Apolinário Macedo Santana, então secretário de Infraestrutura, e Cícero Antônio Vieira de Sousa, então presidente da Comissão de Licitação da Secretaria de Infraestrutura. Os crimes foram cometidos em 2009, durante a gestão do ex-prefeito Manoel Santana Neto (PT), que não está entre os denunciados.

Foram condenados ainda, os empresários Cícero Joaquim Alves (Construtora J. Filho Ltda.), Francisco Adiones Saraiva Alves (empresa ASP Ltda.), Cássia Rejane Leite de Souza (Nova Construtora Ltda.), Ivan Figueiroa Pontes (Caenge – Cariri Engenharia Ltda.), Cícero Wagner da Silva Brito (Brito Construções Ltda.) e Lydon Jonhson de Medeiros Costa (Construtora e Empreendimentos São Bento Ltda.).

A decisão, expedida no dia 8 de janeiro deste ano, condena os envolvidos a penas de reclusão, detenção, prestação de serviços e multas. Todos os condenador podem recorrer da decisão em liberdade. Outros cinco envolvidos, entre eles quatro servidores, foram inocentados das acusações.

Santana do Cariri. TCE reprova contas dos ex-prefeitos Jesus e Beto Garcia

A prática da herança política no Brasil, há tempos é uma realidade. Em Santana do Cariri o problema parece ser mais grave, o exemplo de más gestões passa de pai pra filho. Sem nenhuma surpresa, o Tribunal de Contas do Ceará (TCE), desaprovou as contas dos ex-prefeitos Jesus e Beto Garcia, pai e filho, durante sessão realizada no último dia 16, em Fortaleza.

As contas reprovadas são referentes ao exercício de 2012, mas como os dois governaram o município por anos, a avaliação é que muitas ainda devem chegar com o mesmo parecer. As contas reprovadas pelo TCE, serão votadas pela Câmara de Vereadores.

Agora é esperar o resultado da avaliação na Câmara para saber se os dois ex-gestores ficarão inelegíveis por 8 anos. A base da prefeita Danieli Machado já trabalha para tirar os dois os páreo nas eleições de 2020.

Mauriti. Prefeito recepciona vereadores na abertura do período legislativo

Em Mauriti, o prefeito Mano Morais (PDT) participou da abertura do ano legislativo na Câmara de Vereadores. A sessão ordinária aconteceu no dia 15, temporariamente, na sala de reuniões da Secretaria de Educação do Município. O prédio da Câmara passa por reformas. Dificuldade e conquistas pautaram os discursos.

Durante discurso, Mano Morais falou da necessidade da união entre os poderes. Mano reconheceu que, apesar das conquistas do primeiro ano de gestão, muito ainda tem para ser feito. O prefeito surpreendeu ao pedir a ajuda dos parlamentares para leiloar três prédios. A ideia é arrecadar para construir uma sede para a Prefeitura.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018


Sucessão. Capitão Wagner troca o PR pelo PROS

Depois de muitas especulações, foi confirmada a mudança de partido do deputado estadual Capitão Wagner. O próprio Wagner confirmou, nesta quarta-feira (17), sua saída do PR e sua filiação ao PROS. Além da troca de partido, Wagner surpreendeu com a informação de que disputará uma cadeira na Câmara dos Deputados, abrindo mão da disputa ao Palácio da Abolição e ao Senado.

O nome do Capitão foi cotado para disputar o Senado ou o Governo do Estado pela oposição. O recuo de Wagner é atribuído a resistência ao seu discurso de um palanque livre para os presidenciáveis. O senador Tasso Jereissati (PSDB), vetou a presença de Jair Bolsonaro no palanque da oposição.

A saída de Wagner na disputa majoritária enfraquece a oposição e joga para Tasso a responsabilidade da disputa ao Abolição. Na ausência de Tasso, os nomes colocados, até agora, são os do ex-presidente do TCM, Domingos Filho e do vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa.




O Globo. Camilo e Eunício unidos no Ceará

A aliança entre o senador Eunício Oliveira (MDB) e o governador Camilo Santana (PT), prevista no Ceará, virou destaque nas páginas da mídia nacional. Em matéria veiculada nesta quarta-feira (17), o jornal O Globo o acerto de Eunício e Camilo para as eleições deste ano.

Além do Ceará, o jornal destaca a aliança entre PT e MDB no Piauí, Paraíba, Alagoas e Maranhão. Apesar da boa convivências em alguns estados, o jornal destaca que no plano nacional, os partidos aguardam para ver quem terá mais chances de chegar ao Palácio do Planalto.

Araripe. Mais uma derrota de Giovane

Depois de muita polêmica e uma intensa queda de braço na Câmara de Vereadores de Araripe, o prefeito Giovane Guedes, do PR, sofreu mais uma derrota. Giovane tentava, pela segunda vez, mudar o regime administrativo do Instituto de Previdência Municipal de Araripe, o Iprema.

O projeto, que previa o controle absoluto sobre a gestão dos recursos acabou desaprovado pela maioria dos parlamentares. A Câmara não aceitou que o prefeito decidisse sobre as ações de gestão sem consultar a Casa Legislativa. Entre outros, o projeto previa a alteração das alíquotas para a próxima gestão.

Desde a primeira votação, realizada em 2017, o projeto recebeu a desaprovação dos servidores públicos municipais, o que, motivou a decisão da Câmara. As redes sociais foram o espaço dos debates. Prevaleceu a opinião da maioria!

Reaproximação. Aliados estão sob alerta em Jardim

Os aliados do prefeito de Jardim, Aniziário Costa (PCdoB), estão intrigados com a tentativa de aproximação do petista Júnior Coutinho. Júnior é avaliado pelo grupo da base aliada como traidor. Na eleição de 2014, Júnior mudou de lado e passou, repentinamente, a apoiar o grupo liderado pelo ex-prefeito Fernando Luz, que estava no poder a mais de 20 anos.

Na época, Júnior teria dito que estava cansado de ser oposição e precisava sentir os ares do poder. Em 2016, ao lado de Fernando, Júnior perdeu o poder. No entanto, parece não ter matado a sede do poder. O grupo de apoiadores de Aniziário já articula uma reunião para deixar clara a posição de não aceitar Júnior na gestão.

A crise iniciou depois da aproximação entre os dois, durante a inauguração do escritório do deputado federal José Guimarães, em Juazeiro do Norte. Será que tem padrinho?