terça-feira, 27 de junho de 2017

Cariri. Fernando Santana e Dr. Santana serão prioridades do PT em 2018

Os pré-candidatos a deputado estadual, Fernando Santana e Dr. Manoel Santana, serão prioridade do Partido dos Trabalhadores (PT) para as eleições de 2018 na região do Cariri. A informação é do presidente estadual da sigla, Francisco de Assis Diniz, em entrevista à Rádio 100, nesta terça-feira (27).

Durante a entrevista De Assis, falou sobre a posse dos Diretórios Municipais que acontecem na quinta-feira (29), às 18 horas, no Panorama Hotel. Durante o evento o partido deve fazer um ato político com analises nacional, estadual e regional.

O presidente petista anunciou, ainda, uma agenda do ex-presidente Lula no Cariri. Segundo De Assis, o ex-presidente deve visitar o Cariri no mês agosto, quando receberá o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Cariri (URCA).

Pressão. FHC e Lula pedem renúncia de Temer e novas eleições

Depois de sofrer uma denúncia por corrupção no exercício do cargo, pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, o presidente Michel Temer (PMDB), enfrenta uma série de pedidos para que deixe o poder e convoque novas eleições.

Nessa segunda-feira (26), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, publicou nota pedindo que o Temer "tenha a grandeza de renunciar, pelo bem do Brasil".

Nesta terça-feira (27) foi a vez do ex-presidente Lula que defendeu, em entrevista eleições diretas "imediatamente". Para Lula, "o ideal seria que o próprio Temer convocasse novas eleições, para que o Brasil pudesse conquistar a paz e a democracia que está precisando".

A denúncia de Janot foi feita ao Supremo Tribunal Federal (STF) e está sob a relatoria do ministro Edson Fachin. O relator deve apresentar a denúncia no Plenário do STF para depois encaminhar ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, para abertura ou não do processo de impeachment por corrupção passiva e formação de quadrilha.

Fidelidade. Danilo Forte defende Temer qualificando “Diretas Já” como galhofa

Diante das denúncias da Procuradoria de Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB), um dos seus principais apoiadores na Câmara Federal, o deputado cearense Danilo Forte, criticou, as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Para Danilo, as declarações de FHC não contribuem e ainda considera a proposta das "Diretas Já" uma "galhofa" demagógica. Michel Temer foi denunciado por corrupção passiva e formação de quadrilha. Já Danilo foi expulso do PSB no Ceará por infidelidade.

Indicação. Funasa resiste a Hellosman

A indicação do ex-prefeito de Milagres, Hellosman Sampaio, para a superintendência da Funasa, definitivamente, não agradou aos servidores do órgão. Com a informação, os servidores reagiram com posicionamento contrário a indicação. A decisão dos servidores foi tomada em Assembleia da categoria e se transformou em uma forte crise no órgão.

Os servidores ameaçam paralisar as atividades, caso a nomeação aconteça. O Sindicato dos Servidores Federais do Ceará divulgou nota de repúdio a indicação. Hellosman não se manifestou sobre o caso; mas, segundo informações, o PMDB, seu partido, já pensa em um plano “B” para contemplar o ex-prefeito. O partido não quer um desgaste desse tamanho próximo a eleições.

Em Milagres, os opositores de Hellosman comemoram o desgaste político do ex-prefeito.

Enquanto isso em Missão Velha...

... O município de Missão Velha comemora a divulgação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O município lidera a criação de novos empregos em 2017. O município acumula saldo positivo de 731 vagas, com 911 admissões e apenas 180 demissões. O crescimento é de 45,38% no ano.

... Sobre o que motivou o crescimento impressionante de empregos em Missão Velha, uma coisa é certa: não foi a administração municipal. Nas ruas e na Câmara, população e vereadores creditam o bom resultado à retomada das obras da Transposição do São Francisco, Cinturão das Águas e a perspectiva da Transnordestina.

... Ainda em Missão Velha, as eleições de 2018 devem trazer um confronto de aliados. Na mesma base do Governo do Estado, os candidatos a deputado estadual Guilherme Landim e Giovanni Sampaio tendem a aparecer em lados opostos. Os dois devem compor palanques distintos, em caso de confronto estadual entre PT e PMDB.

... Na disputa do próximo ano, o ex-prefeito de Brejo Santo, Guilherme Landim, será apoiado pelo atual prefeito de Missão Velha, Diego Feitosa (PMDB); enquanto o vice-prefeito de Juazeiro, Giovanni Sampaio (PSD), deve receber o apoio do grupo do ex-prefeito Tardiny Pinheiro (PT). A disputa é aguardada com ansiedade.

segunda-feira, 26 de junho de 2017


Mauriti. MP atrás do prejuízo na gestão passada

O Ministério Público do Estado não cansa de correr atrás do prejuízo e, para isso, não tem dado trégua a gestores e ex-gestores públicos. Recentemente, três ex-secretários da gestão Evanildo Simão, em Mauriti, foram denunciados por improbidade administrativa.

Abner Ferreira (Finanças), Cláudia Fernanda (Educação) e Tarcila Gomes (Infraestrutura), são acusados de fraude em licitações. A comprovação das denúncias feitas na Câmara de Vereadores, vieram após cumprimento de mandados de busca e apreensão.

Os ex-gestores são acusados de direcionamento, superfaturamento e falta de transparência em processos de licitação. O promotor Leonardo Marinho pede, além da condenação por improbidade, a indisposição dos bens para ressarcimento aos cofres públicos. A investigação do MP promete mais.

Alívio passageiro

Até o momento o ex-prefeito Evanildo Simão não foi citado pelo Ministério Público. Apesar da ausência do nome do Evanildo nas ações, há uma expectativa de que outras denúncias surjam com os depoimentos e defesas dos acusados. Evanildo espera com apreensão.

Outros denunciados nas Ações Civis Pública são o engenheiro da Prefeitura, Francisco Aécio Alves, é a empresa A.I.L Construtora Ltda. Contra eles, há denúncias de superfaturamento em obras de roços no município.

Para não dizer que fraude em Mauriti é exclusivo do Executivo, o MP denunciou o ex-presidente da Câmara, o ex-vereador José Acilon Dantas, conhecido como “Douglas”. Ele contratou serviços sem licitação. Douglas foi presidente do Legislativo com o apoio da base política do ex-prefeito Isaac Júnior.

Santana do Cariri. A alegria de Danieli durou pouco

E a prefeita de Santana do Cariri, Danieli Machado, parece não ter trégua em seu segundo mandato. Depois da alegria de ter arquivado um pedido de cassação, feito por seu adversário Jesus Garcia, a prefeita Danieli já enfrenta outro pedido que culminou com decisão de afastamento.

Neste caso o juiz eleitoral Herick Bezerra Tavares, cassou o diploma eleitoral da prefeita com base em denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE). Na ação de impugnação, a promotoria afirma que Danieli e seu vice, Juracildo Fernandes, compraram votos nas eleições de 2016, com constrangimentos a eleitores. Os depoimentos de famílias da zona rural do município foram decisivos para o resultado.

A assessoria jurídica da prefeita, ressaltou que ela continua no cargo até julgamento de recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). É esperar pela decisão que pode deixar os dois inelegíveis por oito anos.

Assaré. Evanderto despreocupado com a cassação

O prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, parece pouco preocupado com o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), que pediu a cassação do seu registro de candidatura e o diploma eleitoral por abuso de poder econômico e propaganda antecipada. O prefeito acredita que as provas são inconsistentes e não tem o agravante da compra de votos.

Evanderto mandou confeccionar calendários com sua foto e a frase: “continuamos na luta por um Assaré melhor”. Para a assessoria do prefeito a distribuição aconteceu em 2015, portanto fora de período eleitoral. Mas, para a promotora Vandice Frota, a frase faz alusão a candidatura de 2016.

Além da cassação, o MPE pede a inelegibilidade do prefeito e da sua vice, Maria É, por oito anos. A decisão caberá a juíza eleitoral da 18ª zona eleitoral, Carliete Roque.

quinta-feira, 22 de junho de 2017


Reunião. Tasso articula mudanças para a eleição de 2018

Uma reunião organizada pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), nessa quarta-feira (21), discutiu mudanças para as eleições de 2018. Segundo informações, foram discutidos mudanças como financiamento público de campanha e voto em lista fechada. Participaram da reunião a maioria dos líderes partidários do Congresso.

Entre as propostas de consenso discutidas pelas lideranças, está a proibição de financiamentos privados de campanhas eleitorais. A decisão quer evitar a distribuição de propinas à políticos por empreiteiras. Com a decisão o Estado deve financiar as campanhas partidárias ao custo de R$ 3,5 bilhões.

As propostas devem fazer parte de um projeto de reforma política a ser encaminhada ao Senado e a Câmara dos Deputados.

Juazeiro. Darlan parte para o tudo ou nada

Decidido a mostrar força contra o Governo Arnon Bezerra, o vereador Darlan Lobo deve ser acusado na Justiça por intimidação ao empresário, que teria sido forçado a desistir da assinatura do contrato do Juaforró. Arnon ficou irritado com esse comportamento do vereador e anunciou que levará o caso às últimas consequências.

O prefeito de Juazeiro deve pedir uma investigação do Ministério Público para comprovar total lisura no processo de licitação do Juá Forró 2017 e cobrar punição pelos prejuízos do Município. Para aumentar a polêmica entre a Prefeitura e o vereador de oposição, o empresário que desistiu de realizar o evento junino está sendo incentivado a falar sobre o motivo de sua atitude.

O confronto teve outros contratempos: ao acompanhar e assumir a defesa do presidente da Associação dos Barraqueiros de Juazeiro, autor da denúncia contra o Juaforró, o vereador Darlan Lobo se envolveu num bate-boca com o jornalista e radialista Roberto Crispim.

Em seguida, em outra emissora, Darlan desqualificou abertamente a liderança do vereador Adauto Araújo. Diante desses episódios, a Câmara de Juazeiro examina a possibilidade de solicitar as imagens e o áudio das rádios para acionar a Comissão de Ética da Casa.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).

Crato. Florisval teme por seu afastamento

Ao avaliar sua situação e qualificá-la como muito difícil, o presidente da Câmara do Crato, Florisval Coriolano, está ciente do seu provável afastamento do cargo. Sem temer a adoção dessa medida, garantiu a seus colegas de parlamento que nem assim vai renunciar. A decisão dele foi tomada após uma conversa franca com o vice-presidente, vereador Pedro Alagoano.

O teor da reunião não foi revelada, mas Pedro teria garantido que, mesmo em caso de afastamento, daria sequência ao trabalho pela construção da nova sede da Câmara, iniciada por Florisval. Os outros detalhes do acordo firmado entre Florisval e Pedro Alagoano são mantidos em segredo.

O Ministério Público do Crato junta provas para ingressar com ação contra o presidente Florisval. Na Câmara, a defesa do atual presidente continua dizendo que não há o que temer com a investigação.

(Coluna Rebate, Jornal do Cariri).


Jardim. As dificuldades administrativas continuam

Em Jardim, a situação da administração do prefeito Aniziário Costa (PCdoB) parece se agravar a cada mês. Impedido de receber repasses voluntários por pendencias em vários Ministérios, o município acumula demandas e não consegue resolver situações básicas como manter salários dos servidores em dia.

Quando assumiu, o prefeito Aniziário Costa, teve pela frente um atraso salarial de, pelo menos, três meses, incluindo 13º. Conseguiu equacionar ao dividir o atrasado em vários meses. Agora, sem dinheiro e sem arrecadação suficiente, o prefeito começa a atrasar os salários novamente.