quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Lava Jato. Delação da Camargo Correia pega Alckmim e Temer

A delação mais aguardada a colhida pela operação Lava Jato é dos executivos da Construtora Camargo Corrêa. As delações devem atingir, em cheio, os governos de Geraldo Alckmim, do PSDB paulista; além de Michel Temer, citado nas planilhas da empreiteira.

As delações devem causar um impacto devastador no Poder Judiciário. Nesse caso especifico os controladores da empreiteira foram forçados pelo Ministério Público a contar como conseguiram enterrar a Operação Castelo de Areia. A operação abafa teria sido coordenada pelo ex-ministro Marcio Thomaz Bastos.

Depoimentos serão constrangedores para ministros de tribunais superiores, assim como alguns de seus parentes.

Eleição. Rafael Branco e Fernando Santana devem fazer dobradinha em 2018

As lideranças do governo Camilo no Cariri, Rafael Branco e Fernando Santana, devem ratificar sua união nas eleições de 2018. Depois de um período de afastamento, os dois voltaram a conversar para afinar o discurso. Rafael quer ser candidato a deputado estadual e tenta convencer Fernando a sair candidato a federal. Os dois seriam os candidatos preferenciais de Camilo no Cariri.

Em Barbalha, a base de Fernando já festeja a possibilidade. Apesar da boa aceitação, Fernando não se decidiu sobre o assunto. Continua trabalhando com a perspectiva apenas de ser candidato. Já Rafael, se antecipa nas articulações junto aos prefeitos da região e articula a vinda dos novos gestores de Assaré, Evanderto Soares, e Nova Olinda, Afonso Sampaio, para seu palanque. Segundo interlocutores a conversa está bem adiantada.

Cobrança. Arnon dá o tom da gestão

O prefeito de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra (PTB), já deu o recado aos seus secretários e disse como vai querer o trabalho. Ele não aceitará corpo mole; quer dedicação e produtividade. O estilo do novo governo foi passado ao primeiro escalão em reunião realizada na última semana.

Arnon bateu na mesa e disse que Juazeiro não pode esperar. Todos ficaram surpresos com a firmeza com que o prefeito conduziu a reunião e como antecipou as cobranças. Arnon vai realizar uma reunião a cada 15 dias para avaliar o andamento dos trabalhos desenvolvido pelas Secretarias.

O prefeito teria dito que não aceitará pedido sem resposta, como virou rotina nos últimos anos. A crítica foi estendida as últimas gestões de Juazeiro do Norte. Teve secretário avaliando se conseguirá cumprir as exigências.

A casa caiu. Cid é denunciado por improbidade

O ex-governador Cid Ferreira Gomes parece estar no seu pior momento político. Depois do desgaste com a inclusão de seu nome em uma das delações da Odebrecht, acusado de receber propina de R$ 200 mil, agora Cid está sendo denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por improbidade. Cid é investigado em empréstimo de R$ 13 milhões junto ao Bando do Nordeste.

A denúncia do MPF acusa Cid de beneficiar a empresa “Corte Oito Gestão e Empreendimento Ltda.”, onde é sócio ao lado de Ricardo Sérgio Farias Nogueira. O dinheiro foi retirado para construção de um galpão em Sobral, quando Cid ainda era governador.

Segundo o MPF e a Controladoria Geral da União (CGU), não foram respeitadas as regras para operações financeiras FNE. O MPF aponta também falhas no controle interno do banco e superdimensionamento do faturamento da empresa na avaliação de crédito.

Mudança. Camilo mais perto do PSB

O governador Camilo Santana, atualmente no PT, está mais perto do PSB. Depois de um longo período sem a discussão sobre a mudança de partido, o governador volta ao foco após uma visita do governador de Pernambuco e vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara. O encontro aconteceu em Fortaleza, antes da viajem de Camilo.

Segundo informações de pessoas próximas de Camilo, o motivo seria a pouca voz do governador dentro do partido. Além disso, a mudança seria uma estratégia do grupo liderado pelos irmãos Cid e Ciro Ferreira Gomes para fortalecer a candidatura de Ciro a presidência em 2018.

A assessoria do governador de Pernambuco nega que a reunião tenha tratado de assuntos partidários. Segundo o porta-voz de Paulo Câmara, foi apenas uma “visita de cortesia” para “tratar de investimentos privados”.

Apesar das negativas oficiais, a visita de Paulo Câmara parece se antecipar para barrar uma discussão de Camilo com o PSDB. Na semana passada, o governador pernambucano rebateu a declaração do senador Tasso Jereissati (PSDB), que disse achar Camilo com jeitão tucano. Câmara disse que Camilo “tem mais jeito socialista do que tucano”.

O “convite” público parece já ser reflexo de uma aproximação que ocorre no PSB do Ceará. O presidente estadual da sigla e deputado federal Danilo Forte tem se aproximado do governador petista desde a última eleição municipal, levando Camilo a apoiar nomes ligados a ele no interior do Estado.

Lava Jato. Fila para novas delações chega a 20 nomes

A força-tarefa da operação Lava Jato está retomando as negociações de delação premiada. As ações estavam suspensas devido ao fechamento dos acordos dos 77 executivos da Odebrecht, com mais de 900 depoimentos. Na nova fase já existe uma fila com mais de 20 candidatos a delatores. Os acordos leniência serão feitos por procuradores da Lava Jato, em Curitiba, ainda este mês.

Estão na fila executivos de empreiteiras, agentes públicos indicados aos cargos por partidos e políticos, lobistas e operadores financeiros; todos são acusados de corrupção na Petrobrás. Entre os candidatos a delatores estão o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque, o ex-marqueteiro João Santana, o lobista Adir Assad, e executivos das empreiteiras Mendes Júnior, Galvão Engenharia, Delta e OIT.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Zé Leite finaliza gestão acusado de calote e caixa 2

Com um histórico extenso de polêmicas administrativas, o ex-prefeito de Barbalha, Zé Leite (PT), deixou a gestão com mais uma acusação de calote e uso de “caixa 2”. O ex-prefeito é acusado de autorizar a compra de peças, equipamentos e serviços de manutenção do sistema de abastecimento de água na zona rural do município.

Segundo o empresário Francisco Granjeiro Ferreira, diretor da empresa Granjeiro Irrigação Ltda., foi autorizado a prestar os serviços sem licitação e acabou levando um calote de R$ 33 mil. Outros R$ 15 mil foram pagos sem nota fiscal. As autorizações por escrito, teriam o aval de Zé Leite, com a assinatura do secretário de Infraestrutura, conhecido como Getúlio. Os serviços ilegais aconteceram em 2015.

Manoel Santana e Sineval Roque de volta a Assembleia

O suplente de deputado estadual e ex-prefeito de Juazeiro do Norte, Manoel Santana Neto (PT), está de voltar para a Assembleia Legislativa do Ceará (AL). Outro que assumiu uma cadeira na Casa foi o suplente Sineval Roque (PDT). Os dois representantes do Cariri voltaram a Assembleia no dia 02 e 04 de janeiro de 2017, respectivamente.

Sineval Roque já assumiu o cargo eletivo por quatro mandatos como titular, depois de ser prefeito de Antonina do Norte. Com a posse de Sineval Roque, a bancada do PDT passa a contar com 13 deputados estaduais, sendo a maior bancada com representatividade na AL.

Apesar de nunca ter eleito, Manoel Santana, já assumiu por várias vezes como suplente nesta legislatura. Apesar de pouco tempo de Assembleia, Manoel Santana foi considerado um dos 10 parlamentares mais atuantes na Casa.

Manoel Santana e Sineval Roque assumiram após a renúncia dos deputados eleitos prefeitos nas últimas eleições municipais. No dia 30 de dezembro de 2016, entregaram os cargos os deputados Ivo Gomes (PDT), eleito prefeito de Sobral; Zé Ailton Brasil (PP), eleito no Crato; Laís Nunes (PMB), eleita em Icó; e Naumi Amorim (PMB), eleito em Caucaia.

Com a saída dos deputados para as prefeituras, assumiram os suplentes Fernando Hugo (PP), Raquel Marques (PT), Dedé Teixeira (PT) e Mario Hélio (PDT). Com a saída do deputado Osmar Baquit (PSD), para assumir a Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura, Manoel Santana assumiu a AL. Sineval Roque herdou o lugar do deputado Dedé Teixeira que permaneceu na Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA).

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

República Macedo. Prefeito de Aurora emprega toda a família na gestão

A nova administração de Aurora foi uma das poucas no Cariri que não anunciou redução de cargos e de secretarias. Mesmo sob decreto de emergência, o prefeito Júnior Macedo (PR) manteve as regalias da família.

O ex-prefeito Adailton Macedo, primo de Júnior é o secretário de Administração; Pedro Henrique, filho de Adailton, assumiu o Esporte; Rosilange Macedo, esposa de Adailton, é a secretária de Educação; Zé Macedo, primo de Adailton, assumiu as Financias; José Dácio, pai da nora de Adailton, foi colocado na Agricultura.

Sem falar na subsecretária de Saúde, Alana Macedo, que é sobrinha de Adailton e seu esposo que também deve assumir uma secretaria. Além disso, o vereador Aderlanio Macedo, irmão de Adailton, é o presidente da Câmara municipal. A administração de Aurora é uma festa familiar onde ninguém entra.

Desmonte. Nova gestão decreta emergência em Jardim

No mesmo ritmo do desmonte e do descontrole administrativo, a antiga gestão de Jardim, comandada pela ex-prefeito Analeda Luz, parece ter deixado uma Prefeitura ingovernável. Pelo menos é o que diz a nova gestão do prefeito Aniziário Costa.

Recentemente o prefeito decretou situação de emergência no município. Segundo o documento a Prefeitura foi entregue em completo desmando administrativo com prédio e veículos públicos danificados, salários de servidores e repasse da Previdência atrasados, além de ausência de instrumentos de controle e rotina administrativa.

Para a nova gestão, o estado de calamidade pública é resultado de mais de 20 anos de poder, sem compromisso com o bem público e com a população. Pelo que se vê, a reconstrução será, acima de tudo, um desafio.